Blog

Vantagens de Medir a Pressão em Casa – Essencial para Hipertensos

Vantagens de Medir a Pressão em Casa – Essencial para Hipertensos

 1. Medir a pressão – da perspectiva do paciente

Medir regularmente a pressão em casa é um hábito muito útil para ajudar nosso médico a identificar os valores reais da pressão, como os valores são obtidos na nossa residência considerasse que são mais próximos a realidade. Isto acontece porque muitos de nós sentimos um certo nervosismo quando o médico mede a nossa pressão e  os nervos aumentam a pressão falsamente, enquanto em casa isso não ocorre e podemos fazer a verificação mais relaxados.

O principal problema da hipertensão é que muitos não levamos a sério o tratamento, alguns não tomam os remédios adequadamente e a maioria se excede na alimentação e não faz exercício. Como a hipertensão é uma doença assintomática, não sentimos nada, nem passamos mal, nem sentimos a melhora que produz o remédio, a alimentação adequada ou o exercício, e consequentemente, tendemos a desistir e descuidar da saúde.

Ao realizar a AMPA (auto medida da pressão arterial) acompanhamos as variações de nossa pressão e podemos identificar quais são as situações do dia mais críticas, podendo nos preparar para evitá-las. Também podemos avaliar se o remédio esta sendo eficaz, e passamos a ter consciência do nosso estado, o que nós motiva para realizar as mudanças de hábitos necessárias e perceber os resultados positivos.

Para quem é hipertenso o hábito de medir a pressão em casa é uma necessidade. Alem do mais, com os equipamentos digitais é muito simples e nos proporciona total autonomia para realizar a medida sem depender de terceiros.

2. Medir a pressão – da perspectiva do médico

Muitos hipertensos apresentam os chamados “efeito do jaleco branco” e “hipertensão mascarada“. O primeiro tem uma prevalência de 20% e consiste em o paciente sofrer uma reação de alarme (ansiedade) quando o médico verifica sua pressão. Por esta causa a pressão sobe, e consequentemente, o médico acredita que a pressão é mais alta, correndo-se o risco de receitar uma medicação errada ou desnecessária. A hipertensão mascarada é o efeito contrario; O paciente se sente a tão a vontade na presença do médico que relaxa, e a pressão desce, podendo o médico não diagnosticar um possível quadro de hipertensão e não medicar ao paciente. Ainda existem poucos estudos de prevalência sobre a hipertensão mascarada que oscilam entre 8 e 12%.

Quando o paciente chega ao consultório com as medidas realizadas em casa anotadas corretamente o médico tem a possibilidade de comparar as medidas em casa e as realizadas na consulta. A Auto Medida da Pressão Arterial não tem valor prognóstico, no entanto, é uma importante fonte de informações que geram “suspeita” e permitem ao medico decidir investigar com mais profundidade.

A AMPA também permite uma avaliação a resposta do paciente ao tratamento anti-hipertensivo, melhora a adesão e reduz os custo.

Com a utilização de equipamentos “validados clinicamente”, cumprir as orientações básicas sobre como realizar a medida em casa e seguindo o procedimento nos dias e horários indicados pelo médico, o valor das medidas terá credibilidade para o médico.
Realizando uma analise rápida verificamos que quase no 30% dos casos o médico tem dificuldade em definir o valor correto da pressão arterial dos pacientes hipertensos, podendo assim errar nas decisões terapêuticas. A AMPA torna-se fundamental no diagnóstico da hipertensão e suas variações quando o 90% das decisões do médico baseiam-se na medida realizada na consulta.