Blog

Quem não se lembra dos vovôs do filme Cocoon?

 

A expectativa de vida aumentou no Brasil de 62 anos em 1980 para 73 anos em 2010 segundo o IBGE. Porém, este aumento na longevidade significa que vivemos esse tempo melhor?

Estudo da Faculdade de Saúde Pública da USP indica que não. Os idosos convivem mais tempo com hipertensão, doenças cardíacas, diabetes, doenças mentais, doença pulmonar ou doença cerebrovascular, e estas doenças condicionam profundamente as capacidades e o desempenho de atividades da vida cotidiana. Em resumo o estudo indica que vivemos mais tempo, no entanto, somos mais dependentes e temos uma pior qualidade de vida.

Qual a solução apontada pelo estudo? …Adivinha? A prevenção, que consiste em atividade física e alimentação equilibrada! Com esta estratégia conseguimos atrasar expressivamente as consequências de estas doenças e melhorar significativamente a qualidade de vida nos últimos anos, que estão sendo e serão cada vez mais.

Na minha opinião ambos estudos não aportam nada que a gente, de alguma forma, não soubesse. No entanto, obrigam-nos a uma reflexão; Como vamos querer passar os últimos anos das nossas vidas? Vamos depender dos nossos filhos para ir ao mercado ou para passear? Precisaremos ser acompanhados para realizar atividades tão cotidianas como ir ao banheiro, tomar banho, ou vestir-nos ? Vamos ter que morar com nosso filhos ou numa residência para idosos? É fato que a medicina esta nos oferecendo mais tempo. Como vamos usufruir dele é um problema nosso e temos que decidir agora o que fazer!

Como não existe aquela piscina mágica do filme Cocoon, o jeito é FAÇA ESPORTE, ALIMENTE-SE ADEQUADAMENTE PARA VIVER MAIS E MELHOR!

 

COCOON

 

Fonte: Uol Notícias.