Blog

Frequencímetro, você sabe usar?

Frequencímetro, você sabe usar?

 

Lembrei das minhas últimas semanas de personal na praia, e me dei conta do número elevado de pessoas que praticam a corrida e caminhada com os seus Gadgets no corpo ou no punho e me fiz a seguinte pergunta:

AS PESSOAS SABEM USAR UM FREQUENCÍMETRO CARDÍACO?

O frequencímetro serve para duas coisas:

Primeiro para garantir que você não exceda seus limites e depois para que obtenha os benefícios que pretende alcançar em seus treinamentos. Para usar corretamente o frequencimetro é necessário saber, antes de tudo, sua frequência cárdica máxima. Isso pode ser descoberto através de uma forma de mais precisa através de um teste de esforço Maximo, ou através da formula não tão fidedigna com discreta margem de erro: 220 – IDADE (anos). Esta formula, foi “criada” por um pesquisador chamado KARVONEN; (Karvonen ET al, 1957), teria sido o “inventor” da fórmula 220-idade, mas ele mesmo, ao ser contatado em 2000 por uma publicação científica, declarou que nunca havia concluído qualquer estudo a respeito. Indicou outro pesquisador que havia sido o mentor deste cálculo, doutor Astrand.

Exemplo de aplicação da formula de KARVONEN – uma pessoa de 22 anos, teria como frequência cardíaca máxima 198 ]bpm (batimentos por minuto).

Para o treinamento costumamos dividir as zonas de treinamento em 5.

A zona 5: que seria a zona máxima, vai de 90-100% da sua frequência cardíaca (FC)  máxima, representa uma intensidade de esforço que dificilmente conseguimos manter por mais de 30 segundos, claro variando com o nível de aptidão cardiorrespiratória do individuo e isso corresponde a um “sprint” Maximo, e a sensação do exercício é aquela sensação de esforço muito intenso e difícil. Tentar treinar nessa zona por muito tempo só ira lhe garantir uma coisa; que você precisara descansar logo.

A zona 4: corresponde a 80-90% da Fc Max, é uma zona difícil, mas não tanto. Uma pessoa bem condicionada consegue se manter em um exercício nessa intensidade por aproximadamente 40 a 45 minutos. A sensação do treino nessa zona é daquele exercício onde as pernas começam a fadigar e a queimar, onde a respiração fica bastante ofegante. Normalmente é nesta zona que se encontram os treinamentos de 10km de distancia.

A Zona 3: que corresponde a 70-80% da sua FC máxima, talvez seja a zona mais importante de todas. Essa zona “aumenta” o seu coração e sua capacidade de bombear sangue para todos os músculos e os condiciona para esforços mais longos. É uma zona relativamente confortável e que você consegue sustentar por mais tempo. Provavelmente, é onde você deve deverá realizar a maior parte dos seus treinamentos. Essa zona também previne um desgaste excessivo.

A zona 2: corresponde a 60-70% da sua frequência máxima. É a famosa zona de queima calórica (queima de gordura). Apesar de ser aqui aonde você mais queima calorias, não é necessariamente aonde você emagrece mais. Isso corresponde a uma corrida leve para corredores, essa intensidade também é muito utilizada para aquecimentos.

A zona 1: corresponde a 50-60%, e a que corresponde a uma caminhada leve. Essa zona não traz muitos benefícios para seu condicionamento, apesar de ser extremamente importante para se iniciar uma atividade física em que o individuo se encontra muito tempo parado. Mas para a busca de um bom condicionamento, evite ficar muito tempo nesta zona mais fácil de treinamento.

 

Dica de personal  ( Allan Oliveira)

Você deve tentar treinar mais na zona 3, pra se recuperar dos dias de treino mais intensos realizados nas zonas 4 e 5, claro que é relevante lembrar que se você esta muito tempo sem atividade, as zonas 1 e 2 são transitórias para você recuperar sua aptidão física. Tentar treinar também, no limite inferior da zona 4, procurando aumentar o tempo e a distancia que você consegue sustentar o esforço nesse ritmo. Isso irá aumentar o seu ritmo de prova e lhe deixará mais apto a não sentir tanta fadiga no treino. Outra coisa extremamente importante é que mesmo que a hora do seu treino seja a hora mais legal do seu dia, não adianta você sair para treinar forte pois, talvez você exceda seus limites e não consiga fazer um treino benéfico para você e com uma duração adequada. Tente treinar nas zonas certas, respeitando suas planilhas de treino e lembre-se sempre… RESPEITE SEMPRE SEUS LIMITES!! ENTÃO, MAOS A OBRA E VAMOS TREINAR.