Blog

Essas dores não são lesões, de acordo com o médico - Foto: Shutterstock

 

Logo após a corrida, as sensações de liberdade e conforto são inexplicáveis. Só quem corre, sabe. Porém, no dia seguinte, aquela dorzinha que incomoda aparece. Iniciantes e pessoas que estão voltando a treinar após um período parado são os que mais sofrem com esses problemas.

De acordo com o Doutor Roberto Ranzini, ortopedista e médico do esporte do Hospital Israelita Albert Einstein e do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, as dores são normais. “Elas [as dores] não devem ser encaradas como lesões”, garante o especialista.

“A dor tardia após o exercício acontece por ocorrência de micro lesões da estrutura da fibra muscular”, explica o médico. Segundo Ranzini, elas ocorrem após uma carga acima do normal de atividades físicas, já que o corpo não está habituado a isso.

“A musculatura está com menor conteúdo energético e de proteínas contráteis [tipo de proteínas fibrosas que interagem entre si, formando fibras resistentes, responsáveis pela mobilidade das estruturas celulares]”, afirma o doutor. “Nestes casos, os músculos que não estão adequadamente preparados sofrem micro lesões ou micro rupturas. Isso leva a um processo inflamatório e, consequentemente, uma dor tardia, que se inicia após cerca de 24 horas e atinge seu pico em 48 horas”, ressalta o Ranzini.

Outro causador dos incômodos é a fadiga muscular. “Ela ocorre por consumo do conteúdo energético da fibra muscular em indivíduos não treinados para determinada atividade, mas não é considerada lesão”, diz o médico.

Para prevenir qualquer tipo de dor, o especialista indica que toda a atividade física seja aumentada gradativamente – tanto aeróbica, como a corrida, ou anaeróbia, como a musculação.

Para tratar, o médico explica: “repouse e faça compressas de gelo sobre a musculatura afetada e, caso as dores estejam intensas, tome um analgésico simples.” Ele não recomenda a ingestão de anti-inflamatórios por conta de seus efeitos colaterais. “Diminuir a carga e o volume de treinamento pode ser a solução para acabar com essas dores”, finalizou.

 

Fonte: O2 por minuto