Blog

O que é melhor? Usar diferentes pares de tênis alternadamente ou usar sempre o mesmo o par em todos os treinos?

O que antes tinha somente respostas baseadas na opinião e experiência dos corredores ganhou uma visão mais científica recentemente, em uma pesquisa publicada no Scandinavian Journal of Medicine & Science in Sports. Alternar diferentes pares de tênis entre os treinos diminui o risco de lesões entre os corredores.

 

futocipok

 

Os pesquisadores acompanharam 264 corredores amadores por 22 semanas, monitorando sua troca de tênis, volume de treinamento, índice de lesões e prática de outros esportes.

Um terço dos corredores (87 participantes)sofreu algum tipo de lesão relacionada à corrida, que foi caracterizada no estudo como qualquer dor ou queixa nas pernas e porção inferior do tronco que os impediu de realizar a atividade programa por pelo menos um dia.

Aqueles que utilizaram no mínimo dois pares de tênis diferentes em relação a marca, modelo ou versão apresentaram um risco 39% menor de lesões em relação aos que utilizaram sempre o mesmo par de tênis. A incidência de lesões também foi menor naqueles que praticavam outro tipo de esporte, que não somente a corrida.

 

 

A maioria das lesões em corredores é causada por overuse, ou seja,por uma sobrecarga repetitiva sobre o corpo. Para os autores da pesquisa, a alternância de tênis proporcionou uma alternância também nas forças aplicadas sobre o corpo. A prática de esportes com movimentos corporais diferentes da corrida também gerou essa variação. Portanto, a ideia é que qualquer estratégia que limite o stress repetitivo sobre o corpo seria benéfica na prevenção de lesões por overuse.

 

 

As forças sobre o corpo seriam variáveis com a alternância de tênis porque o corpo tende a se mover de forma diferente com cada tipo de par, segundo outros estudos da área. Porém, se a redução no risco de lesões pode ser atribuída às características do tênis, como densidade do material, estrutura ou geometria é uma pergunta ainda sem resposta.

Ao final da pesquisa os autores deixam um recado: “múltiplos pares de tênis e participação em outros esportes são estratégias que levam a variação na sobrecarga imposta sobre o sistema músculo esquelético. Elas deveriam ser aconselhadas aos corredores recreacionais para a prevenção de lesões na corrida.”