Acesse o +Vida - Aplicativo do Facebook que te ajuda a ficar em forma

Comer bem

Receita de Trufas!

 

Ás vezes fica difícil presentear a todos na páscoa devido ao valor dos ovos. Mas quem foi que disse que ovos são o melhor presente? Eu, sem dúvidas prefiro as trufas! Hoje, trufas de maracujá!

 

trufa

 

 

Ingredientes

 

Cobertura

500 g de chocolate amargo fracionado(para quem não sabe temperar o chocolate)

Cacau em pó

Papel manteiga

 

Recheio

80 ml de suco de maracujá concentrado
1 lata de leite condensado
1 colher (sopa) de manteiga

 

Modo de preparo

 

1. Leve o leite condensado e a manteiga ao fogo baixo e mexa incessantemente até que a mistura comece a desgrudar da panela(ponto de brigadeiro).

2. Desligue, acrescente o suco de maracujá,  misture e  leve à geladeira por 2 horas.

3. Derreta o chocolate fracionado conforme as instruções da embalagem.

4. Forre uma assadeira grande com o papel manteiga.

5. Faça bolinhas com o recheio, passe pelo chocolate derretido, retire o excesso e coloque na assadeira forrada. Leve à geladeira por mais uma hora.

6. Quando estiverem firmes, polvilhe o cacau em pó.

 

Em lojas de embalagens, a gente encontra uma grande variedade de caixinhas. Ótimo presente!

 

 

 
Comer bem

Com a proximidade da Páscoa, é difícil passar pelos corredores do supermercado sem se maravilhar com dezenas de ovos de Páscoa. Esta é a minha época preferida do ano, tanto pelo seu significado quanto pelos chocolates (sim, sou uma nutricionista chocólatra).

 

Tem certos dias em que só um pedaço de chocolate é capaz de melhorar nosso dia. Quando comemos aquele quadradinho macio e cremoso, no mesmo instante temos uma sensação de bem-estar e felicidade, mas minutos depois a culpa nos bate à porta. Mas será que o chocolate é o grande vilão das dietas? Não deveria, se as pessoas soubessem os benefícios que ele traz para a nossa saúde quando consumido moderadamente [1].

 

Primeiramente, chocolate e cacau são duas coisas diferentes. Cacau é o componente livre de gordura da massa de cacau, o extrato das amêndoas de cacau. Essas amêndoas são as sementes gordurosas da Theobroma cacao, também conhecido como cacaueiro. A massa de cacau contem aproximadamente 55% de manteiga de cacau [2]. O chocolate, por sua vez, é um produto industrializado com um percentual variado de massa de cacau, manteiga de cacau, açúcar e leite, e, dependendo da sua qualidade, aromatizantes e outras gorduras vegetais, que não a do cacau.

 

CA

 

 

Há diversos tipos de chocolate: amargo, meio amargo, ao leite e branco [1]. O chocolate, especialmente o amargo, contem polifenóis, um grupo de substâncias químicas encontrado em diversos alimentos vegetais, que tem como principal ser um antioxidante natural [3]. Se você procura por um chocolate rico em polifenóis, você deve escolher o amargo. Os demais contem pouco cacau na sua composição, enquanto que o chocolate branco não contem e, portanto, não é benéfico como os outros. Ele é fabricado a partir da manteiga de cacau, a gordura natural da amêndoa de cacau e carece de polifenóis. O chocolate branco só é considerado chocolate porque é feito a partir da manteiga de cacau [1].

 

Os polifenóis trazem uma série de benefícios para a nossa saúde, incluindo a atividade antioxidante, proteção cardiovascular, aumento do colesterol saudável (HDL), diminuição do LDL (colesterol ruim), melhora o fluxo sanguíneo e protege o sistema imunológico [1,3]. Dentre os polifenóis estão diversas substâncias, como os flavonoides. Esses compostos tem ação antioxidante, contribuem para a manutenção da integridade celular, do tônus vascular e para a redução da formação de placas de ateromas [4]. Além disso, aumentam a formação endotelial de óxido nítrico, o que promove vasodilatação e, consequentemente, diminuição da pressão arterial [1,2]. O consumo de 30g de chocolate amargo por dia, associado a uma dieta balanceada, já nos garante todos esses benefícios [1].

 

Há também impacto positivo no nosso humor. Em uma pesquisa realizada na Austrália, aqueles que ingeriram uma bebida contendo 500mg de polifenóis de cacau diariamente durante 30 dias, disseram sentir mais calma e felicidade do que aqueles que consumiram menos de 250 mg de polifenóis [5].

 

Além dos polifenóis, o cacau contém outra substância, a teobromina, um composto similar à cafeína que estimula o cérebro e reduz a pressão sanguínea. Assim como os polifenóis, a concentração de teobromina é maior no chocolate amargo do que no ao leite porque tem maior concentração de massa de cacau, que contem muitos antioxidantes [1]. E ainda conta com diversos minerais, como cálcio, cobre, ferro, magnésio, fósforo, potássio, sódio e zinco [4].

 

Apesar dos seus benefícios, o seu consumo deve ser moderado. Afinal, o chocolate é um alimento calórico e, quando consumido em excesso, leva ao ganho de peso. Ao incorporar o chocolate à sua dieta, prefira barras pequenas (30g) de chocolate amargo (> 70% de cacau). Essas barras contem em média 100 kcal, possibilitando um consumo livre de culpa e garantindo os benefícios do cacau. Ao escolher a sua barra de chocolate, certifique-se de que o primeiro ingrediente listado é cacau ou massa de cacau, e não açúcar. Quando o açúcar é listado primeiro, significa que aquela barra contem pouco cacau e mais calorias do que benefícios [3].

 

Portanto, não se prive e não se sinta culpado em comer um pedacinho de chocolate. Às vezes, a privação leva a compulsão e a um consumo exagerado, então é melhor você se satisfazer e curtir o prazer de comer chocolate, ainda mais nesta maravilhosa época do ano!

 

Referências:

  1. 1. “Friday’s Flavor: Chocolate is not the enemy.” UWIRE Text, v.1, 2011.
  2. 2. Fernández-Murga, L. et al. The impact of chocolate on cardiovascular health. Maturitas, v. 69, p. 312-321, 2011.
  3. 3. “New explanation for heart-healthy benefits of chocolate.” Science Letter, v. 13, 2011.
  4. 4. Steinberg, F. M.; Bearden, M. M.; Keen, C.L. Cocoa and chocolate flavonoids: implications for cardiovascular health. Journal of the American Dietetic Association, v. 103, p. 215-223, 2003.
  5. 5. “Dark chocolate positively impacts mood.” Environmental Nutrition, v. 8, 2013.

 

 

 

 
Comer bem

 

Páscoa chegando e as famílias começam a planejar o cardápio do domingo. Hoje, uma receita de torta de páscoa. É super fácil, saudável e fica maravilhosa!

 

Easter Pie

 

easter

 

 

Ingredientes

 

Para a massa:

70 g de manteiga

1 pacote de biscoito de chocolate(sem recheio) triturado

 

Para a base:

5 bananas cortadas e rodelas de 2 cm

Suco de ½ limão

½ xícara de açúcar

100 g de nozes picadas ou processadas

 

Para a mousse:

4 ovos
½ xícara de açúcar

1 lata de creme de leite com o soro
300 g de chocolate meio amargo
1 colher (sopa) de gelatina sem sabor em pó
½ xícara (chá) de rum(opcional)

 

Modo de preparo

 

Massa:
Em uma tigela, amasse os ingredientes até formar uma massa homogênea, com consistência de farofa úmida. Coloque a massa em uma forma de fundo removível e leve ao forno médio, pré-aquecido, por 10 minutos. Retire do forno e deixe esfriar.

 

Base:

Em uma frigideira, disponha as bananas, salpique o açúcar e leve ao fogo baixo. Assim que o açúcar derreter, acrescente o suco de limão. Mexa, desligue e deixe esfriar.

 

Mousse:

Separe as gemas das claras. Bata as claras em neve até que estejam firmes e reserve. Em outra tigela as gemas com o açúcar até dobrar de volume. Em uma panela derreta o chocolate em banho-maria, acrescente o creme de leite e misture. Adicione as gemas, batendo bem. Por último, misture a gelatina, dissolvida em ½ xícara (chá) de água fria, e o rum.

 

Montagem: 
Coloque as bananas sobre a massa já fria, salpique as nozes e cubra com a mousse. Leve à geladeira por 4 horas. Desenforme na hora de servir.

 

As nozes são ricas em ômega 3 e 6, ácido graxos poli-insaturados conhecidos como protetores cardiovasculares. Essas substâncias atuam como os minerais antioxidantes, que ajudam a regularizar o colesterol ruim (LDL) e aumentar o bom (HDL).

 

 

 

 
Esporte

TREINE EM CASA!

Na hora de malhar, uma das “desculpas” que as vezes surgem na minha cabeça é o fato de ter que ir ATÉ a academia ou qualquer outro lugar para treinar. As vezes, simplesmente não estamos com disposição de colocar qualquer roupa e ir à rua, ainda que seja perto. Nesse caso, para não me distanciar dos meus objetivos, busco treinos que podem ser feitos em qualquer espaço e que não precisam de equipamentos. Existem diversas formas que possibilitam treinar no conforto da sua casa, utilizando apenas o seu corpo como peso e que trazem resultados incríveis! Ter essa “carta na manga” é uma ótima forma de se armar contra eventuais desculpas e obstáculos, como chuva e falta de tempo. Sendo assim, aqui seguem alguns exercícios que podem ser feitos em casa e que podem ser combinados para treinos variados.

 

polichinelo

 

Para aquecer…

  1. 1. Polichinelo.
  2. 2. Joelho na mão alternando.

 

Como não há esteira ou bike para você aquecer, faca exercícios fáceis mas que irão preparar seu corpo para o treino. Dedique aproximadamente 5 minutos ao aquecimento. Por exemplo, 3 séries de 20-30 repetições de cada sem descanso.

 

Para o treino…

 

  1. 1. Flexão de braço
  2. 2. Agachamento com pês paralelos
  3. 3. Agachamento unilateral
  4. 4. Pulo no alto
  5. 5. Abdominal

 

Existem diversas possibilidades de combinações apenas com esses exercícios. Um exemplo seria realizar entre 10-20 repetições de cada, fazendo o circuito todo cinco vezes sem descanso. A idéia é trabalhar os músculos com o próprio peso do corpo e, ao mesmo tempo, elevar o batimento cardíaco, trabalhando assim com a queima de calorias.

 

Se tiver corda…

 

A corda é um ótimo equipamento para se ter em casa, pois, além de ela ser um excelente exercício, você pode utiliza-la não somente em casa, mas também carregar em viagens. Caso possua uma, inclua no seu treino. Faça módulos de 100 pulos, ou de 1 minuto sem descanso. Ela te dará um excelente condicionamento e ajudará na queima de gordura.

 

Não se esqueça de alongar!

 

Se tiver feito o treino com seriedade e intensidade, ainda que não dure muito tempo, você terá trabalhado para obter os resultados que almeja. Terá sido cansativo e te deixará com a sensação de dever cumprido. Para finalizar, não se esqueça de alongar!

 

Vale lembrar que o ideal é sempre buscar o auxilio de um profissional da área que te ajude a elaborar treinos específicos para o seu caso.